Prefeitura Municipal de Santana

Outubro Rosa: seminário aborda autocuidado, prevenção e tratamento do câncer de mama

8 de outubro de 2021

O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma. O câncer de mama responde, atualmente, por cerca de 28% dos casos novos de câncer em mulheres. O cenário reforça a necessidade de compreender os fatores de risco relacionados à doença e as formas de prevenção. Com este objetivo em foco, a Prefeitura de Santana promoveu nesta sexta-feira, 08, o seminário “Prevenção é Vida!” A programação reuniu autoridades, profissionais de saúde e especialistas para ampliar o debate sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama.

O presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia do Amapá, especialista em mastologia, ginecologia e obstetrícia, Dr. Mauro Secco, abordou sobre a importância da mulher conhecer o seu corpo e ficar atenta às alterações suspeitas, pois o diagnóstico precoce ainda é o maior aliado para o tratamento eficaz do câncer. Quando identificado cedo pode ser tratado, impedindo que o tumor alcance outros órgãos. Ele acrescentou ainda que fatores como a alimentação e a genética também contribuem para a ocorrência de diferentes tipos de câncer.

“É preciso se conhecer e estar atento aos menores sinais do câncer de mama. Se diagnosticado precocemente, este tipo de câncer tem até 95% de chances de cura. Nódulos a partir de um centímetro podem ser detectáveis a partir do autoexame, mas a prática não substitui a mamografia, que pode reconhecer alterações na mama a partir de um milímetro. Apesar da recomendação do Sistema Único de Saúde (SUS) para o exame ser feito a partir dos 50 anos, a Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que a primeira ocorra aos 35 anos e, a partir dos 40, o exame deve ser realizado anualmente”, alertou o especialista.

Para a especialista em Saúde da Família e enfermeira Hospital de Amor em Macapá, Rafaela Oliveira, o câncer de mama é um grande problema de saúde pública, sendo o tipo da doença com maior incidência e morte entre as mulheres devido ao seu diagnóstico tardio. “Trata-se de uma doença curável quando diagnosticada precocemente. É preciso alertar a população sobre a importância de o autocuidado, e esse alerta com a saúde também se aplica aos homens”, destacou.

Apoiadora e grande incentivadora das ações da Campanha Outubro Rosa, Ester de Paula, destacou que propor uma discussão sobre o tema, ajuda a conscientizar mulheres, além de desmistificar a doença, “Quanto mais discutimos, mais sabemos lidar e mais encontramos apoio para vencermos o problema. As campanhas feitas pelas mídias e redes sociais, movimentos, caminhadas, blitz têm um papel fantástico no sentido de chamar atenção e esclarecer as dúvidas”, completou.

 

O alerta do tema e busca por esclarecimentos motivou a enfermeira do programa Estratégia Saúde da Família – ESF, Fabiane Fernandes a participar da programação, “Os cuidados, a informação e as maneiras de prevenção ao câncer são importantes tanto para o homem quanto para a mulher. Para nós profissionais da saúde, acrescenta ao trabalho que já desempenhamos com a comunidade, que tem muitas dúvidas sobre o tema”, disse.

A secretária de Saúde, Ithiara Madureira, encerrou o seminário reforçando que a atenção à saúde é necessária durante todo o ano e que é importante que a comunidade esteja empenhada em multiplicar isso, ao mesmo passo que a Saúde Municipal está atuando para avançar nos serviços voltados à saúde da mulher, “A Secretaria Municipal de Saúde tem somado esforços para finalizar o processo que possibilita a retomada da oferta do serviço de PCCU nas unidades, além de diversas ações encaminhadas nas Unidades de Saúde para fortalecer a importância do cuidado e prevenção”, mencionou.

As ações da Saúde referentes a Campanha Outubro Rosa continuam nas UBSs com palestras e atendimentos. No período de 25 de outubro a 05 de novembro o município ofertará exames de PCCU e mamografias, a partir de atendimentos da Carreta do Hospital de Amor, que funcionará na Policlínica Dr. Alberto Lima.

Comunicação – Prefeitura de Santana

Última modificação: 8 de outubro de 2021

Comments are closed.